Aprenda como identificar o emprego da crase

Aprenda como identificar o emprego da crase

Post do dia: 2018-03-31 17:25:15. Publicado por Francisco Edson Rodrigues Pinto Categoria: Dicas para concursos .

A palavra CRASE é de origem grega e significa "FUSÃO", "MISTURA". Na língua portuguesa, é o nome que se dá à "junção" de DUAS VOGAIS IDÊNTICAS.

A crase se origina em alguns casos, como os abaixo elencados:

A) União de PREPOSIÇÃO "A" + ARTIGO DENIFIDO FEMININO "A"; (REGRA GERAL)

B) União de PREPOSIÇÃO "A" + "A" INICIADO DOS PRONOMES DEMONSTRATIVOS "AQUILO!, "AQUELE" e "AQUELA".

C) União de PREPOSIÇÃO "A" + "A" PRONOME DEMONSTRATIVO REDUZIDO.

D) União de PREPOSIÇÃO "A" + "A" PRONOME RELATIVO "A QUAL" e "AS QUAIS"

D) Em LOCUÇÕES ADVERBIAIS, PREPOSITIVAS E CONJUNTIVAS DE BASE FEMININA.

Mas como identificaremos a regra geral de crase?

Troque a palavra feminina por uma palavra masculina (não precisa ser sinônimo).
Se aparecer O(S) antes do masculino, NÃO HAVERÁ CRASE.
Se aparecer AO(S) antes do masculino, HAVERÁ CRASE.

Exemplos:

Comprei A pizza. (Comprei O sanduíche – sem crase)

Dedico-me À matéria. (Dedico-me AO assunto – com crase)

Visitei A praia. (Visitei O campo – sem crase)

“vise À reinserção social.” (vise AO cargo público – com crase)

QUESTÃO DESAFIO

(COMPERVE) No trecho “50% e 70% das falhas ocorridas no passado em linhas de transmissão brasileiras estavam relacionadas às condições climáticas,” o sinal indicativo da crase deve ser empregado obrigatoriamente. Esse sinal também é obrigatório na palavra destacada em:
A) O Brasil sofreu as consequências da grande perda de carbono da floresta Amazônica.
B) A transformação acelerada do clima deve-se as estiagens em várias partes do mundo.
C) Alguns tipos de vegetação dificilmente resistem a uma grande mudança climática.
D) As usinas hidrelétricas, a partir de 1920, estavam associadas a regiões industriais.

COMENTÁRIO

Como identificar a regra geral de crase?
Troque a palavra feminina por uma palavra masculina (não precisa ser sinônimo).
Se aparecer O(S) antes do masculino, NÃO HAVERÁ CRASE.
Se aparecer AO(S) antes do masculino, HAVERÁ CRASE.
Ex: Visitei a praia. (Visitei O campo – sem crase)
Ex: Fui À praia. (Fui AO campo – com crase)

Podemos aplicar essa mesma regra nas alternativas A e B:
Letra A: “O Brasil SOFREU AS consequências da grande perda de carbono da floresta Amazônica.”
Quem sofre, sofre algo! É um verbo que não exige preposição. Substituindo “as consequências” pelo masculino “golpes”, teremos: O Brasil sofreu os golpes, logo não se usa crase em consequências.
LETRA B: “A transformação acelerada do clima deve-se as estiagens em várias partes do mundo.“

Deve-se A algo ou A alguém, ou seja, há regência da preposição “A”. Troca-se o masculino “estiagens” pelo masculino “furacões”, teremos: “deve-se AOS furacões, logo, usa-se crase em estiagens.

IMPORTANTE SABER, A CRASE É PROIBIDA:
 A + ARTIGO INDEFINIDO
Isso ocorre na alternativa C: Alguns tipos de vegetação dificilmente resistem A UMA grande mudança climática.
 A + PLURAL
Isso ocorre na alternativa D: As usinas hidrelétricas, a partir de 1920, estavam associadas A REGIÕES INDUSTRIAIS.
GABARITO LETRA B) A transformação acelerada do clima deve-se ÀS estiagens em várias partes do mundo.

Baixe agora mesmo nosso material de questões comentadas de crase:

https://drive.google.com/file/d/1OJJdXmSDFlLjoTXPyR90bXAHmmbkz3cB/view?usp=sharing


Posts Relacionados

#Dica 01 - André ou O André? qual a forma correta?

#Dica 01 - André ou O André? qual a forma correta?

O artigo é facultativo diante de nomes de pessoas, ou seja, você pode ou não us

→ Leia mais...
SAIU EDITAL! CONCURSO BANCO DO NORDESTE

SAIU EDITAL! CONCURSO BANCO DO NORDESTE

Saiu o edital do concurso público do Banco do Nordeste, que será regido e executado p

→ Leia mais...
Comece a sua preparação para o concurso da Prefeitura Municipal de Itaú

Comece a sua preparação para o concurso da Prefeitura Municipal de Itaú

O Ministério Público do RN e a Prefeitura Municipal de Itaú firmaram acordo qu

→ Leia mais...
Francisco Edson Rodrigues Pinto

Francisco Edson Rodrigues Pinto

Francisco Edson é idealizador e microempresário do CEAP Cursos, graduando no curso de Língua Portuguesa. Servidor Público Federal no IFRN, venceu uma concorrência de mais de 15 mil candidatos. Aprovado em um dos seus primeiros concursos públicos, com esforço, sacrifício e abdicação, sempre almejou repassar o seu aprendizado, como concurseiro, para outras pessoas, a tão sonhada aprovação, fazendo assim do sonho de todos, o seu sonho, seu grande objetivo. Ao longo de sua carreira (jornada), ajudou a realizar o sonho de mais de 120 aprovados, em apenas quatro anos à frente do CEAP Cursos, em busca de consolidar suas estratégias e sistemas de aprendizagem, aplicando rotinas de estudos e auxiliando dentro e fora de sala de aula. É autor do curso Português Começando Do Zero, que aliado à experiência e dedicação, tem apresentado ótimos resultados para seus alunos e seguidores, oferecendo-lhes a oportunidade de se autodesenvolverem em nossa língua materna – o Português.

→ Veja o Perfil Completo